SINCO.net Desde 1982
Sobre a SINCO Produtos Servidores Workstations Customize seu Equipamento Contato
Início » Empresa » Sala de Imprensa » Matéria

Jornal do Brasil Jornal do Brasil
Batalha pelo mercado de baixo custo
Paulo Couto

Caderno Internet
Página 09
09 de agosto de 2004
http://jbonline.terra.com.br/papel/cadernos/internet/2004/08/08/jorinf20040808010.html


Jornal JB

Clique para ampliar

Batalha pelo mercado de baixo custo

Aproveitamos o teste do Sempron e do Celeron D para comparar também os novos Athlon 64 3200+ para soquete 754 nas duas versões existentes. Poucos sabem que há um modelo com freqüência de 2.000 MHz e 1 MB de cache (núcleo ClawHammer) e outro com 2.200 MHz e apenas 512 K de cache (núcleo NewCastle). Ambos são vendidos com a mesma nomenclatura e embalagem. Seriam equivalentes?

Para testar o Celeron D 335, usamos uma placa-mãe com chipset i865 e memórias Dual Channel. Para o Sempron 2800+ adotamos uma placa com chipset nForce2 e também memórias Dual Channel. Os Sempron 3100+ e Athlon 64 3200+ foram testados em uma ABIT KV8, equipada com chipset da VIA. Em todos os sistemas usamos as mesmas memórias e placa de vídeo GeForce FX 5800.

Fizemos inúmeros testes e dois mostram claramente as diferenças entre os produtos.

O 3DMark2001 simula o comportamento de vários jogos para DirectX 8.1. Nele, ficou claro que o Celeron D está à frente do Sempron 2800+, mas atrás dos modelos para soquete 754, notáveis em aplicações que requerem muita velocidade no acesso à memória. Percebemos também uma ligeira vantagem do Athlon 64 de 1MB de cache frente ao modelo com apenas 512 K.

O Aquamark faz parte do jogo Aquanox e é baseado em DirextX 9. Nele, percebemos que os dois modelos Athlon 64 3200+ se equivalem, com uma pequena vantagem em relação ao bom Sempron 3100+. O Celeron D também mostrou seu valor, posicionado bem à frente do fraco Sempron 2800+. Fica claro que o soquete A está chegando ao fim.

O Sempron para soquete A não é uma aquisição interessante, pois é mais caro e menos eficiente que o Athlon XP atual. O comportamento era esperado, já que a plataforma está no final da sua vida comercial e só se mantém nos segmentos de baixíssimo custo.

O Sempron 3100+ para soquete 754 é diferente. O processador é rápido, barato, a plataforma é estável e permite o upgrade para um Athlon 64 no futuro. Por isso, é a melhor opção para quem pensa em adquirir um computador novo e tem preferência pelos chips da AMD.

Para quem prefere os modelos da Intel, o Celeron D mostra que as atualizações no núcleo o tornaram uma ótima escolha, inclusive para jogos. O desempenho é especial se o chip for montado em placas-mãe com os ótimos chipsets da Intel, que hoje estão com preços competitivos no soquete 478 pelo lançamento recente do soquete LGA775. Os modelos AMD dependem de chipsets de outras empresas.

Os processadores Sempron testados foram fornecidos pela AMD Brasil. A Sinco Sistemas, Premier Provider da Intel no Rio de Janeiro, emprestou um Celeron D 335 para as análises publicadas .

Jornal do Brasil

. . . .
. WhatsApp (21) 996297920 Blogger Facebook Twitter Instagram .
Sobre a Sinco | Blog | Facebook | Sala de Imprensa | Suporte | Contato
Estrada da Bica 96 | Rio de Janeiro | CEP 21.931-070 | Mapa
Fone: (21) 2533.2524 | WhatsApp (21) 996297920 | Atendimento
CNPJ 27.072.453/0001-80 | Código de Defesa do Consumidor
Fundada em 12 de fevereiro de 1982 | Ano XXXVI
©1982-2017 - SINCO.net (Todos os direitos reservados) | ®Marcas
.
.
. . . .